O Banco Central (Concurso BACEN) avalia enviar um pedido ao Ministério da Economia para um novo concurso. O prazo para os órgãos federais encaminharem as solicitações vai até o dia 31 de Maio. De acordo com portal da transparência, atualmente, há 2.881 cargos vagos no órgão.

Os últimos pedidos foram negados, e o próprio órgão considera mínima a possibilidade de autorização para um novo concurso (Concurso BACEN), em virtude do cenário econômico e fiscal do país. De todo modo, julga importante manter o Ministério ciente da necessidade de repor seu quadro de servidores.

Autonomia do Bacen

Há dois projetos de lei que tramitam no Congresso Nacional que versam sobre a autonomia do Bacen, sendo assim, enquanto a autorização para o concurso não é concedida pelo Ministério da Economia, essa poderia ser uma forma para o lançamento de um novo certame (Concurso BACEN), tendo em vista que a instituição não dependeria mais do aval do governo para realizar o concurso.

De acordo com o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, o projeto mais avançado poderia ser votado em Março. Contudo, por conta da pandemia do vírus Corona, a votação teve de ser adiada, sem previsão de retomada.

Remuneração BACEN

De acordo com a Lei 13.327/16, os vencimentos iniciais para  a carreira de Técnico são de R$ 6.882,57. Para o cargo de Analista os ganhos vão chegar a R$ 17.391,64.

Atribuições dos cargos – Concurso BACEN

Analista do Banco Central do Brasil:

formulação, execução, acompanhamento e controle de planos, programas, bem como projetos relativos a: a) gestão das reservas internacionais; b) políticas monetária, cambial e creditícia; c) emissão de moeda e papel-moeda; d) gestão de instituições financeiras sob regimes especiais; e) desenvolvimento organizacional; e por fim, f) gestão da informação e do conhecimento. II – gestão do sistema de metas para a inflação, do sistema de pagamentos brasileiro e dos serviços do meio circulante. III – monitoramento do passivo externo e a proposição das intervenções necessárias, entre outras tarefas;

Técnico do Banco Central do Brasil:

I – desenvolvimento de atividades técnicas e administrativas complementares às atribuições dos Analistas e Procuradores do Banco Central do Brasil. II – apoio técnico-administrativo aos Analistas, bem como Procuradores do Banco Central do Brasil no que se refere ao desenvolvimento de suas atividades. E por fim, III – execução de atividades de suporte e apoio técnico necessárias ao cumprimento das competências do Banco Central do Brasil que, por envolverem sigilo e segurança do Sistema Financeiro, não possam ser terceirizadas, em particular às pertinentes às áreas de: a) tecnologia e segurança da informação voltadas ao desenvolvimento, à prospecção, à avaliação e a internalização de novas tecnologias e metodologias; entre outras atribuições.

O último Concurso do Banco Central (Concurso BACEN) aconteceu em 2013, ofertando 500 vagas, conforme o edital. Foram 400 oportunidades para Analista e 100 para Técnico. O certame foi organizado pelo Cespe/UnB. Sua validade encerrou-se no final de 2015. O Ministério do Planejamento autorizou a nomeação de aprovados no cadastro reserva, mas ainda assim há quase 3 mil cargos vagos atualmente.

O concurso registrou o total de 89.052 inscritos, conforme os dados da banca. A concorrência geral foi de 178 candidatos por vaga. Confira AQUI o edital do Concurso Banco Central de 2013.

Quer saber mais sobre o BACEN? Confira o artigo do Professor Bruno Fracalossi sobre as Vantagens X Desvantagens do Banco Central.

  • Concurso: Banco Central do Brasil.
  • Situação:  órgão acena com novo pedido ao Ministério da Economia
  • Vagas: sem definição
  • Cargos: sem definição
  • Banca: sem definição
  • Última banca: Cespe (2013).

Receba nossas novidades por e-mail

Instagram has returned invalid data.

Siga-nos no Instagram

Scroll Up