Olá Pessoal!

Neste artigo irei comentar seis questões da Prova de Administração para a Defensoria Pública do Rio de Janeiro. A organizadora do concurso foi a FGV. Para aqueles que estão se preparando para concursos da FGV a leitura é obrigatória!

ITEM  1. (FGV/2014/DPE-RJ/TECNICO ESPECIALIZADO-ADMINISTRAÇÃO)

De acordo com a teoria motivacional de Maslow, a “criação de cargos que permitam realização, autonomia, responsabilidade e controle pessoal” diz respeito às necessidades

(A) de autorrealização.

(B) filosóficas.

(C) de segurança.

(D) sociais.

(E) de autoestima.

Olá pessoal! Vejam o quadro abaixo sobre a teoria motivacional de Maslow. Observem que a característica citada no comando da questão refere-se às necessidades de estima. Cuidado com estas pegadinhas!

Portanto, o gabarito é a alternativa E.

ITEM 2. (FGV/2014/DPE-RJ/TECNICO ESPECIALIZADO-ADMINISTRAÇÃO)

Carlos e Joana foram contratados pela Multinacional X, no mesmo processo seletivo, para o cargo de auxiliar em vendas. Após alguns anos de casa, boas avaliações de desempenho e algumas promoções, Carlos e Joana ocupam o cargo de vendedor regional. Ambos foram chamados para uma reunião com seus superiores, que lhes apresentaram duas possiblidades de desenvolvimento de carreira:

􏰀 possibilidade 1: seguir o braço gerencial da empresa, em que o topo da carreira é o cargo de Diretor de Vendas.

􏰀 possiblidade 2: seguir o braço técnico da empresa, em que o topo da carreira é o cargo de Diretor Técnico de Pesquisa. Cabe ressaltar que, na empresa em questão, os profissionais podem migrar entre a possiblidade 1 e 2, passando do braço técnico para o gerencial e vice-versa. Com base na situação descrita, a estrutura de carreira da Multinacional X pode ser definida como

(A) em linha.

(B) em rede.

(C) paralela.

(D) unitária.

(E) matricial.

Pessoal, grande parte das empresas funciona com estruturas definidas e com cargos gerenciais limitados. Porém, essa rigidez pode ser prejudicial e ocasionar um desequilíbrio na organização. Isso porque profissionais altamente especializados, mas sem perfil gerencial, podem se sentir desprestigiados e desmotivados com essa estrutura. Para evitar isso, algumas empresas já começam a adotar, como estratégia de retenção desses especialistas, o planejamento de carreira em Y, também chamada de gestão de carreiras paralelas, que possibilita a mobilidade de ascensão profissional tanto na área técnica quanto na gerencial, sem sobreposição entre ambas.

Essa nova visão, por um lado, incentiva as pessoas e cria condições para que planejem seu desenvolvimento profissional. Por outro, permite às empresas conciliar as expectativas individuais às necessidades e estratégias empresariais, evitando-se ao máximo a perda de capacidade técnica e gerencial. Portanto, o gabarito é a alternativa C.

ITEM  3. (FGV/2014/DPE-RJ/TECNICO ESPECIALIZADO-ADMINISTRAÇÃO)

João é Executivo Chefe do Departamento de Engenharia da Empresa Alfa, que possui uma estratégia voltada para produtos de alta qualidade e se consolidou em um ambiente estável de atuação. Nessa empresa, atividades análogas são agrupadas em um órgão específico. Todas as atividades diretamente associadas à produção se concentram no departamento que João chefia. Esse departamento é independente e lida com todos os produtos da empresa, está centrado em suas atividades e dispende toda a sua energia no alcance de objetivos imediatos. Os funcionários chefiados por João são especialistas extremamente capacitados para as tarefas que desenvolvem. Pode-se concluir que a estrutura organizacional da empresa Alfa é

(A) divisional.

(B) com base em função.

(C) com base em projeto.

(D) unitária.

(E) staff-and-line.

Pessoal, o com mando da questão nos informa que as “atividades análogas são agrupadas em um órgão específico”, portanto são agrupadas por função. Sendo assim, o gabarito é a alternativa B.

ITEM  4. (FGV/2014/DPE-RJ/TECNICO ESPECIALIZADO-ADMINISTRAÇÃO)

Laura foi promovida a gerente. Ela acredita que a colaboração da equipe vai depender de sua capacidade de descobrir o potencial de cada membro. Para tanto, Laura pretende traçar uma estratégia de execução do trabalho fundamentada no reconhecimento de que as pessoas desejam realizar um trabalho relevante, que torne significativo os seus desempenhos organizacionais. As crenças de Laura estão embasadas na seguinte teoria motivacional

(A) Grid Gerencial.

(B) Sistemas Administrativos de Likert.

(C) de Herzberg.

(D) Y.

(E) Dinâmica de Grupo de Lewin.

Pessoal, vamos analisar as alternativas:

a) ERRADO. Na Grade gerencial a mudança organizacional começa no indivíduo para depois atingir o grupo;

B) No Sistema administrativo de Likert os estilos de liderança são os seguintes: autocrática, benevolente, consultivo ou participativo;

C) Na teoria de Herzberg ( Teoria dos dois fatores) temos os fatores higiênicos (externos ao trabalhador, ex:clima organizacional, benefícios) e os fatores motivacionais (internos ao trabalhador, ex:reconhecimento, desenvolvimento de habilidades);

D) De acordo com Douglas McGregor, a teoria X argumenta que os funcionários não gostam de trabalhar, fogem das responsabilidade, são indolentes, sendo controlados pelos gestores de forma rígida; já a teoria Y fala que as pessoas procuram e aceitam responsabilidades e desafios,querem fazer trabalhos relevantes para a empresa, pois para elas o trabalho é natural, elas se automotivam e auto dirigem.;

E) Para Kurt Lewin na Teoria da Dinâmica de Grupos temos as seguintes características: poder, estrutura, liderança e comunicação do grupo;

Portanto, o gabarito é a alternativa D.

ITEM  5. (FGV/2014/DPE-RJ/TECNICO ESPECIALIZADO-ADMINISTRAÇÃO)

Na década de 70, Toffler chamou atenção para o fato de que a burocracia estava se tornando menos efetiva. O autor relata a irrupção de um novo sistema organizacional, a adhocracia, que possui a seguinte característica

(A) cargos ocupados por especialistas com atribuições definidas.

(B) fatores higiênicos.

(C) maior confiança nas regras de procedimentos.

(D) interação vertical entre superior / subordinado.

(E) amplitude do controle do supervisor mais ampla.

Pessoal, vimos o significado de Adhocracia segundo Mintzberg, que se inspirou em Tofler. Esse modelo, a Adhocracia, pede uma estrutura organizacional mais  horizontalizada, com exigência de um grande fluxo de informações transitando  entre todos os setores, diferente a Burocracia, que pede uma estrutura  verticalizada e rígida quanto a este aspecto. Portanto, utilizando-se o modelo  Adhocratico, há um aprendizado organizacional maior do todo por todos da  organização. A amplitude de controle é maior, porque há mesmo níveis hierárquicos e maior flexibilidade. Portanto, o gabarito é a alternativa E.

ITEM  6. (FGV/2014/DPE-RJ/TECNICO ESPECIALIZADO-ADMINISTRAÇÃO)

Sob a ótica de manipulação da organização como um sistema aberto, sua efetividade depende da elaboração de produtos

(A) certificados.

(B) ambientalmente corretos e ecológicos.

(C) com aceitação no mercado.

(D) inovadores e recicláveis.

(E) que exprimam o processo de produção.

Pessoal, vimos que nos sistemas abertos as organizações são influenciadas pelo ambient e externo. Segundo Cury (2005, p. 121) “sob a ótica de manipulação da organização como um sistema aberto, sua efetividade depende da elaboração de produtos com valor social, isto é, com ampla  aceitação do mercado e da comunidade atendida”. Portanto, estes produtos, quando consideram o ambiente externo – o mercado- precisam de aceitação. Sendo assim, o gabarito é a alternativa C.

Abraços!

Professor Marcelo Camacho.

Receba nossas novidades por e-mail

Autor(a): Professor Marcelo Camacho

Doutorando em Políticas Públicas e Formação Humana (PPFH-UERJ/2015). Mestre em Políticas Públicas e Formação Humana (PPFH-UERJ/2014). Graduado em Gestão de recursos Humanos pela Universidade Estácio de Sá (2000). Bacharel em Ciências Sociais pela UERJ (2007) e Licenciado em Ciências Sociais pela UERJ (2007). Possui Especialização em Planejamento Educacional e Políticas Públicas pela Universidade Gama Filho (2009) e Especialização em Gestão de Organizações de Ciência e Tecnologia em Saúde pela ENSP/FIOCRUZ (2014). Atualmente é Analista de Gestão em Saúde na Fundação Oswaldo Cruz e Professor na Universidade Estácio de Sá.

  • Evite ações que prejudicam o seu rendimento, concurseiro. 😉
  • A gente fica como mesmo? 😂
  • Ser concurseiro não é uma tarefa fácil, mas é possível conciliar o seu bem-estar com esse estilo de vida. O Prof. Wallace Pinheiro preparou um artigo com práticas para melhorar a sua rotina. Confira: bit.ly/artigo_estilodevida
  • Nada é impossível quando temos determinação para alcançar nossos objetivos. 👊🏽
  • Atenção, concurseiro! Está aberto o prazo recursal da AGU para todos os cargos. Nossos professores especialistas estão prontos apara te ajudar a escrever o melhor argumento. Garanta seu recurso aqui: bit.ly/ponto_recurso
  • Às vezes, o dia a dia nos prega algumas peças. Por isso, é preciso estar atento à pronúncia e escrita de algumas palavras. 😉
  • Todo mundo já jogou esse jogo. 🙄
  • Não está sendo fácil! Vamos colocar a matéria em dia pra não tomar spoiler! 😂

Siga-nos no Instagram

Scroll Up