Hoje vamos conhecer a história do Mardson Luna dos Santos, cristão, natural de Manaus/AM, casado com uma mineirinha encantadora. O Mardson é Bacharel em Ciências Contábeis e seu currículo de aprovações é bem caprichado, contemplando ótimos resultados em concursos, como por exemplo, Afe​am, Finep/RJ, TJ/SP e Infraero. Hoje ele é assistente judiciário do Tribunal de Justiça do Estado do Amazonas (TJ/AM), mas foi aprovado recentemente em 1º lugar para Analista Administrativo/Comarca Capital do TJ/SC (vagas destinadas aos pardos/negros, sendo o 91º na lista geral). Sempre muito esforçado, começou a estudar para concursos públicos meio que sem querer. Após fazer um curso em PDF no Ponto dos Concursos e ter se adaptado muito bem à metodologia, resolveu fazer também um Coaching e uma Turma Elite, ambos comandados pelo Prof. Igor Oliveira. A verdade é que o Mardson aproveitou tão bem as dicas aprendidas que os seus resultados foram cada vez melhores nos certames que prestou. Vamos conhecer um pouco mais da sua bela trajetória.

Ponto: Quando começou a sua relação com os concursos públicos?
Mardson: Começou em 2004, quando eu morava em Manaus, o meu pai ligou e disse: “Filho, vai haver uma prova para trabalhar na Prefeitura de Iranduba/AM. Que tal você fazer? Seria bom para você começar a ganhar o seu dinheiro”. A priori, minha resposta foi negativa, porque isso significava retornar para Iranduba e eu acreditava que em Manaus poderia ter mais oportunidades de crescimento. Depois, mudei de ideia e resolvi fazer a prova. Eu não tinha a real noção de que estava concorrendo a uma vaga de um cargo público. Meu foco era: “Vou estudar para essa prova e começar a ganhar o meu dinheiro”. Lembro que duas das principais disciplinas eram Matemática e Língua Portuguesa, matérias que sempre gostei de estudar na escola. Assim, fiz minha preparação estudando com alguns livros que eu tinha, em casa mesmo e acabei logrando êxito, conquistando a segunda colocação para auxiliar técnico em contabilidade.

Ponto: E depois disso, quando você se viu estudando pela primeira vez para concursos?
Mardson:
No ano de 2009, um grande amigo chamado Wellington Costa me fez o seguinte convite: “Vamos a uma aula experimental num cursinho preparatório para concursos públicos em Manaus? Você tem certo gosto pelos estudos. Acho que vai se sair bem”. Resisti, no início, mas, depois de muita insistência dele, acabei topando e fiquei encantado com aquele ambiente. No segundo semestre do mesmo ano, foi divulgado o edital para o concurso público da Afeam (Agência de Fomento do Estado do Amazonas S/A). Era o último ano na faculdade e tudo estava muito corrido, mas vi nisso uma grande oportunidade para melhorar de vida, já que a remuneração era praticamente cinco vezes maior da que eu recebia naquela época. Fiz uns dois meses de preparação intensiva num cursinho presencial. Era muita gente estudando, o cursinho estava sempre lotado. Foi nesse período que eu me vi estudando pela primeira vez para concursos. No final, todo o esforço foi recompensado. Lembro-me de ter feito três provas para cargos diferentes, pois o edital dava essa possibilidade. Fiquei mais bem colocado em dois: Analista de Fomento (sétimo) e Técnico de Fomento (quinto), ambos de nível superior e na área de contadoria.

Ponto: No início dos seus estudos para concursos, quais foram as suas maiores dificuldades?
Mardson:
Até o concurso da Afeam, as minhas maiores dificuldades foram físicas e financeiras, já que trabalhava em Iranduba e estudava em Manaus. Apesar de próximos, existia certa logística entre esses dois municípios, pois, na ida e na volta, dependia de balsa para atravessar o Rio Negro, chegando a casa por volta de 1h da manhã. Assim, inserir os estudos para concursos nessa rotina era um tanto cansativo. Por outro lado, foi um período de bastante crescimento pessoal, sou grato a Deus por tudo o que vivi naquela época, pois todos os obstáculos serviram para me deixar mais resistente. Embora o salário da Prefeitura fosse baixo, principalmente considerando todas as minhas despesas, eu não reclamava disso, pelo contrário, era o recurso que me ajudava a seguir.
Tive dificuldade também com os conteúdos que eu nunca tinha estudado, como Língua Portuguesa para concursos. Fiz um curso específico dessa matéria e, no início, fiquei assustado com o conhecimento dos outros alunos, mas sabia que era questão de tempo até eu conseguir dominar os assuntos. Meses depois eu já estava no ritmo.
Por isso, já adianto: se, hoje, você passa por situação semelhante com alguma disciplina, não se desespere. Isso é absolutamente normal. Apenas comece a estudar e vá avançando pouco a pouco. Como disse Láo-Tsé: “Uma longa caminha começa com o primeiro passo”.

Ponto: Fale um pouquinho sobre sua experiência de estudos antes e depois do auxílio do Comandante Igor.
Mardson:
Antes, eu mais planejava do que executava; não tinha controle sobre as minhas atividades diárias; estudava por horas, no entanto o rendimento não era proporcional; e por aí vai.
Depois do auxílio, eu entendi que, em concurso público, mais vale a resistência do que a velocidade; aprendi o que é ter comprometimento e confiança; assumi a responsabilidade pelos meus resultados; meu objetivo passou a ser a qualidade em vez da quantidade; equilibrei meu tempo entre estudo, descanso, atividade física e demais compromissos. Enfim, aprendi a fazer o que deve ser feito e isso se chama disciplina. Agradeço muito ao comandante Igor pelas experiências compartilhadas durante o curso.

Ponto: Aproveitando esse momento de gratidão, existe alguém em especial que mais tenha te marcado e motivado durante a sua preparação e o seu estudo para concursos?
Mardson:
Com certeza! Gostaria de agradecer aos meus pais, Inês e Antônio, e à minha família pela educação e pelo amor incondicional de sempre; ao meu grande amigo Wellington pela insistência inicial para que eu entrasse numa sala de aula de cursinho. De modo especial, quero agradecer à minha esposa, Mirielle Luna, que desde o início acreditou nessa jornada, sempre me apoiando e motivando-me, sobretudo, quando os resultados não vinham. Obrigado, meu Amor, por entender que esse projeto não é exclusivamente meu, mas, sim, nosso. Você é o motivo da minha dedicação diária. E, finalmente, não por uma ordem decrescente de relevância, mas, na verdade, por estar acima de tudo e de todos, agradeço a Deus pelas diversas experiências permitidas e pela misericórdia de ter me aceitado como filho.

Ponto: Você fez conosco vários cursos em PDF, o Coaching e a Turma Elite. Você recomenda os nossos produtos?
Mardson:
Sem dúvidas! Salvo engano, adquiri meu primeiro curso pelo Ponto no ano de 2010, quando saiu o edital do MPU. Fiz a matrícula no curso de Administração Financeira e Orçamentária (AFO) com o Professor Igor Oliveira e fiquei surpreso com a qualidade do material. O curso tinha linguagem objetiva, clara e dinâmica, parecia que o professor ministrava a aula presencialmente. Não consegui aprovação naquele certame, mas tive um excelente rendimento em AFO e isso me motivou a prosseguir utilizando esse tipo de material, já que, mesmo não estudando nos grandes centros preparatórios presenciais, é possível ter acesso aos melhores professores do país por meio de um curso on-line. Depois, resolvi então fazer com o Comandante Igor o Coaching e a Turma Elite e tenho certeza de que valeu muito a pena todo o investimento. Na verdade, o que eu aprendi com o Igor não tem preço, pois vai muito além dos estudos para concursos públicos. São princípios e valores práticos que você pode adotar em qualquer área da sua vida: mudança de postura, foco, qualidade e excelência. Os cursos proporcionam autonomia para que você tome decisões corretas.

Ponto: Quais são os seus planos? Você já atingiu o seu objetivo ou a batalha no mundo dos concursos continua?
Mardson:
Eu gostaria de afirmar que meu objetivo nesse sentido foi alcançado, mas, infelizmente, não posso dar essa certeza. Tenho certa “paquera” pelo Legislativo Federal. Todavia, dando tudo certo no TJ/SC, talvez eu me “aposente” da vida de concurseiro (risos).

Ponto: Qual mensagem você deixaria para os colegas que continuam em busca de uma vaga no serviço público?
Mardson:
Eu acredito que concurso público é um dos meios mais democráticos que existe para realizarmos alguns sonhos na vida. Se você ainda não “chegou lá”, fique tranquilo. Faça uma autoanálise e reveja as suas prioridades. Tome conhecimento dos seus equívocos. Veja em quais pontos você precisa melhorar. Renove as suas energias, e continue a caminhada. Inúmeras foram as vezes em que não alcancei o resultado pretendido. É claro que sentia o impacto, o cansaço, a dor. Mas, depois, erguia a cabeça, deixava o luto para trás e seguia em frente. Você pode estar muito mais perto da sua aprovação do que imagina. Apenas não dramatize, não se faça de vítima. Estudei a minha vida toda em escola pública, no interior do Estado do Amazonas. Certamente, não tive a estrutura e o ensino das escolas de alto padrão, e, mesmo assim, hoje, posso compartilhar com você a alegria de ter sido nomeado em quatro bons concursos públicos, à espera da quinta nomeação (não considerando outros sete concursos nos quais obtive “êxito”, sem, no entanto, ser nomeado). Isso é somente para deixar claro que, independentemente de qual seja a sua realidade, você pode conseguir também, acredite! Algumas pessoas dizem que eu sou inteligente, mas, para ser bem sincero, penso que sou uma pessoa absolutamente “normal”, que apenas saiu da zona de conforto e buscou melhorar a vida através dos estudos, com muita dedicação, renúncias e planejamento. Ser inteligente não é o que determina a sua aprovação em um concurso público, para isso é necessário muito trabalho. E não basta fazer qualquer trabalho, é preciso aplicar a metodologia correta e buscar qualidade em cada conduta. Que Deus abençoe o seu caminho, e que, no tempo adequado, você esteja compartilhando a sua própria história de sucesso em um concurso público. Não desista! “Agradeça, entregue, aceite e confie”. Deus está com você!!!

Ademais, gostaria de deixar o meu e-mail (mardson.santos@hotmail.com) para quem quiser trocar alguma ideia sobre concurso. Às vezes, só precisamos de uma boa conversa para renovar as energias. Ficarei feliz em poder ajudar.
Forte abraço!

Receba nossas novidades por e-mail

  • O edital do TJ/CE foi publicado e preparamos aulões gratuitos para você ficar afiado para a prova. Confira as datas: bit.ly/auloes-tjce
  • Confiar em si mesmo é essencial para os que acreditam no próprio sucesso. Você é capaz, concurseiro, pense nisso!
  • Apenas aja naturalmente. 😂
  • Vamos colocar em prática ações que ajudam a melhorar seu desempenho? Lembre-se: tudo depende de você! Foco, concurseiro! 💪🏽
  • O que você tem feito para alcançar o melhor?
  • Aquela doce ilusão. 🙄
  • O melhor treinamento para o TJ CE está no Ponto! A Turma de Elite possui um material completo para a sua preparação. Saiba mais em: bit.ly/turmaelite-tjce
  • Quando estiver com dúvidas sobre cumprir alguma tarefa faça essas perguntas para si mesmo. 😉

Siga-nos no Instagram

Scroll Up