Vivemos um momento complicado, com muitas incertezas.

Estamos observando propostas de várias reformas, como a Previdenciária, Administrativa (com diminuição do número de carreiras e do salário inicial), Tributária, Política etc.

Parece que há um modelo pronto de reforma das carreiras do Poder Executivo, com diminuição de 300 para cerca de 20, salário inicial menor, e 30 níveis de progressão entre o início e o final dela. Logicamente que isso terá que passar pelo Congresso, e com certeza ocorrerão diversas emendas ao projeto.

De todo modo, as mudanças ventiladas na forma de entrada do Poder Executivo Federal me levam a crer que teremos um modelo de concurso como o dos Estados Unidos.

Acredito que não teremos mais concursos específicos, como o da Receita, da CGU, do Bacen, do MPOG etc.

O postulante à vaga fará provas de nível superior e/ou médio, de uma forma generalista, e será alocado a uma das 20 carreiras do Governo Federal, em conformidade com as suas preferências profissionais, currículo, cursos efetuados, trabalhos anteriores etc.

O salário inicial deve ser menor, e a progressão até atingimento do salário final da carreira escolhida será proporcional ao esforço (e ao famoso QI, ou quem indica, também, com toda certeza).

Darei um exemplo: Mélvio se formou em Direito e deseja ser servidor da AGU. Ele não mais prestaria concurso para essa carreira, mas sim para a carreira de nível superior da União. Essa prova seria generalista, cobrando conhecimentos diversos relacionados à Administração Pública Federal. Com base em seu resultado nas provas, currículo, cursos já realizados, titulação, e oferta de vagas na AGU, ele poderia escolher aquele órgão, e direcionar a sua vida profissional da União dentro da AGU. Funcionaria como uma espécie de Enem.

Não tenho informações concretas sobre esse modelo, mas pelo o que ando pesquisando, acredito sim nessa possibilidade. Vamos ver se isso se concretiza ou não! Pode vir outra proposta completamente diferente, mas acho essa muito viável de acontecer, o que seria uma mudança brusca nos concursos públicos de agora para frente.

De todo modo, temos previsão de milhares de aposentadorias na União, e o relatório do governo de transição apontou a distorção de salários, mas não a do número de servidores.

Se essa reforma passar, acredito então em muitas vagas no futuro, mas com essa nova dinâmica.

Se esse modelo com menor salário inicial servir para ti, persista, pois sua hora vai chegar.

A persistência é deveras importante nesse projeto de concursos públicos.

Ao final do meu projeto de coaching, sempre envio um questionário para que meus alunos se avaliem, e entre as perguntas, esta sempre é que recebe a menor nota:

2 – Eu sinto que sou confiante e consistente nos estudos!

Recebo respostas de todas as formas:

não acredito mais em mim…

já reprovei tanto que estou pensando em desistir…

não adianta, eu não nasci para isso…

Dentre outras!

Eu acho o trabalho emocional o mais importante do Coaching. Com certeza, o planejamento e a metodologia também são de importância ímpar, mas o emocional ainda é mais desafiador. E é o eu mais gosto.

Acreditar em si mesmo é a característica principal que uma pessoa deve ter para conseguir progredir. Muitas vezes, ninguém acredita em ti. Nem mesmo a sua família. Isso é normal, faz parte do desafio!

Mas se você também não acreditar, aí não tem solução. Como você terá ânimo para correr atrás de algo que você não acredita que vai conseguir?

Seria a confirmação de que o tempo gasto será perdido. E isso não é inteligente!

Eu sou um exemplo vivo disso. O meu caminho foi árduo, começou de forma muita intensa, mas acabou demorando a se concretizar.

Porém, como as pessoas sempre repetem, tudo na vida tem um motivo e uma razão de ser. Quando sofremos os nossos reveses, questionamos se estamos no caminho correto, por que motivo o nosso esforço não foi recompensado etc.

Mas no final tudo se encaixa e dá certo. Isso parece um daqueles clichês de propaganda de margarina, mas não é. É a mais pura verdade.

Eu consegui passar rapidamente no meu primeiro concurso, o de ATRFB, mas demorei muito para passar no da CGU, por erros variados.

Eu nunca, por um minuto sequer, pensei que não seria capaz de conseguir. Mesmo com todos os meus reveses, sempre acreditei na minha capacidade, e sabia que na hora certa os astros se alinhariam, a sorte viria em conjunto com o meu esforço, e que daria certo.

Não deu outra. Consegui!

E isso vale para você também! Confie em si mesmo! Tire aprendizado de suas derrotas, mas não desista. Cada reprovação é um aprendizado, e um passo a menos no caminho da vitória!

Persistir é manter seus objetivos sempre no foco e mesmo nas maiores dificuldades ou enfrentando obstáculos que poderiam se tornar intransponíveis, você resistir e continuar.

Não é bater na mesma tecla, não é teimosia, não é arrogância, não é manter-se no caminho a qualquer custo. É simplesmente não desistir mantendo-se ético no caminho todo.

Quando traçamos objetivos, o grande mérito em atingi-los também é que façamos o caminho todo e independentemente das dificuldades, o cumpramos.

Quanto vale você saber que persistiu, que não se entregou às dificuldades, que deu o máximo de você mesmo, que fez por merecer?

Tangível talvez este valor não seja, mas você se reconhecer como uma pessoa que persiste, que vai atrás e que faz, talvez sim, seja este o melhor dos valores.

Mesmo que não possamos medi-lo, podemos senti-lo: perceber em nós mesmos o quanto é importante persistir.

Os benefícios não são apenas para o próprio ego, mas impactam também nas pessoas que nos cercam. Elas começam a entender que se alguém consegue, elas também conseguem e aí você se torna referência e pode pelo seu exemplo tornar os processos em que você atua, muito melhores.

Discurso de Nizan Guanaes, paraninfo de turma na Faap.

“Dizem que conselho só se dá a quem pede. E, se vocês me convidaram para paraninfo, estou tentado a acreditar que tenho sua licença para dar alguns. Portanto, apesar da minha pouca autoridade para dar conselhos a quem quer que seja, aqui vão alguns, que julgo valiosos.

Não paute sua vida, nem sua carreira, pelo dinheiro.

Ame seu ofício com todo o coração.

Persiga fazer o melhor.

Seja fascinado pelo realizar, que o dinheiro virá como conseqüência. Quem pensa só em dinheiro não consegue sequer ser nem um grande bandido, nem um grande canalha.

Napoleão não invadiu a Europa por dinheiro. Hitler não matou 6 milhões de judeus por dinheiro. Michelangelo não passou 16 anos pintando a Capela Sistina por dinheiro. E, geralmente, os que só pensam nele não o ganham. Porque são incapazes de sonhar.

E tudo que fica pronto na vida foi construído antes, na alma. A propósito disso, lembro-me de uma passagem extraordinária, que descreve o diálogo entre uma freira americana cuidando de leprosos no Pacífico e um milionário texano. O milionário, vendo-a tratar daqueles leprosos, disse: “Freira, eu não faria isso por dinheiro nenhum no mundo” E ela responde: “Eu também não, meu filho”.

Não estou fazendo com isso nenhuma apologia à pobreza, muito pelo contrário. Digo apenas que pensar e realizar, tem trazido mais fortuna do que pensar em fortuna.

Meu segundo conselho: Pense no seu País. Porque, principalmente hoje, pensar em todos é a melhor maneira de pensar em si. Afinal é difícil viver numa nação onde a maioria morre de fome e a minoria morre de medo.

O caos político gera uma queda de padrão de vida generalizada. Os pobres vivem como bichos, e uma elite brega, sem cultura e sem refinamento, não chega a viver como homens. Roubam, mas vivem uma vida digna de Odorico Paraguassu (Personagem da Novela brasileira Saramandaia da Rede Globo).

Meu terceiro conselho vem diretamente da Bíblia: “Seja quente ou seja frio, não seja morno que eu te vomito”.

É exatamente isso que está escrito na carta de Laudicéia: seja quente ou seja frio, não seja morno que eu te vomito: É preferível o erro à omissão. O fracasso, ao tédio. O escândalo, ao vazio. Porque já vi grandes livros e filmes sobre a tristeza, a tragédia, o fracasso. Mas ninguém narra o ócio, a acomodação, o não fazer, o remanso.

Colabore com seu biógrafo. Faça, erre, tente, falhe, lute. Mas, por favor,não jogue fora, se acomodando, a extraordinária oportunidade de ter vivido. Tendo consciência de que, cada homem foi feito para fazer história. Que todo homem é um milagre e traz em si uma revolução. Que é mais do que sexo ou dinheiro.

Você foi criado, para construir pirâmides e versos, descobrir continentes e mundos, e caminhar sempre, com um saco de interrogações na mão e uma caixa de possibilidades na outra. Não use Rider, não dê férias a seus pés. Não se sente e passe a ser analista da vida alheia, espectador do mundo, comentarista do cotidiano, dessas pessoas que vivem a dizer: eu não disse!, eu sabia! Toda família tem um tio batalhador e bem de vida. E, durante o almoço de domingo, tem que agüentar aquele outro tio muito inteligente e fracassado contar tudo que ele faria, se fizesse alguma coisa.

Chega dos poetas não publicados. Empresários de mesa de bar. Pessoas que fazem coisas fantásticas toda sexta de noite, todo sábado e domingo, mas que na segunda não sabem concretizar o que falam. Porque não sabem ansiar, não sabem perder a pose, porque não sabem recomeçar. Porque não sabem trabalhar.

Eu digo: trabalhem, trabalhem, trabalhem. De 8 às 12, de 12 às 8 e mais se for preciso. Trabalho não mata. Ocupa o tempo. Evita o ócio, que é a morada do demônio, e constrói prodígios.

O Brasil, este país de malandros e espertos, da vantagem em tudo, tem muito que aprender com aqueles trouxas dos japoneses. Porque aqueles trouxas japoneses que trabalham de sol a sol construíram, em menos de 50 anos, a 2ª maior megapotência do planeta. Enquanto nós, os espertos, construímos uma das maiores impotências do trabalho.

Trabalhe! Muitos de seus colegas dirão que você está perdendo sua vida, porque você vai trabalhar enquanto eles veraneiam. Porque você vai trabalhar, enquanto eles vão ao mesmo bar da semana anterior, conversar as mesmas conversas, mas o tempo, que é mesmo o senhor da razão, vai bendizer o fruto do seu esforço, e só o trabalho lhe leva a conhecer pessoas e mundos que os acomodados não conhecerão. E isso se chama sucesso.”

Um abraço.

Facebook: Técnicas de Preparação para Concursos Públicos

Instagram: @brunofracalossipaes

YouTube: Canal do Bruno Fracalossi

Ponto dos Concursos: Coaching Bruno Fracalossi

Bruno Fracalossi – Pioneiro no mercado de Coaching para Concursos no Brasil – Mais de 6 anos de atividades (desde 2012), e mais de 1.000 alunos treinados de forma individual.

Receba nossas novidades por e-mail

Autor(a): Professor Bruno Fracalossi

Bruno Fracalossi é Auditor Federal de Finanças e Controle da Controladoria-Geral da União, exercendo suas atividades na Corregedoria-Geral da União. Já foi Analista-Tributário da Receita Federal do Brasil. Graduado em Engenharia Elétrica pela Universidade Federal de Goiás e atualmente cursando Direito no IESB/DF. Pós-graduado em Gestão Pública com ênfase em Ciência Política e em Auditoria Financeira pela UNB/ISC-TCU. Autor do livro Guia Completo das Carreiras Públicas Federais pela editora Impetus. Coach com quase quatro anos de experiência, e com mais de 800 alunos treinados, sendo inúmeros já aprovados. Professional and Self Coach/Leader and Manager as a Coach/Analista Comportamental certificado pela Sociedade Latino Americana de Coaching (SLA Coaching) com reconhecimento da International Association Of Coaching. Membro da Sociedade Latino Americana de Coaching. Um dos pioneiros no mercado de Coaching para Concursos no Brasil.

  • A espera que acaba com a nossa paciência! 😓
  • A meu ver, você precisa prestar atenção nessa dica! ;)
  • Faça a sua parte para realizar seus objetivos! ;)
  • Quem nunca passou por isso conferindo gabarito, não é mesmo?
  • Além de manter a saúde em ordem, a prática de atividades físicas coloca suas emoções em dia, pois diminui o estresse e a ansiedade. Algumas modalidades ainda possuem o bônus de trabalhar concentração e foco. Qual exercício você faz no seu tempo livre? ☺
  • Dedique-se ao que você deseja. O sucesso vem! ;)
  • Saber organizar o tempo é uma das principais dificuldades dos estudantes. Confira nossas dicas e monte seu cronograma de estudos! ;)
  • Comece 2019 focado em suas metas! O Prof. Igor Oliveira vai te ajudar a se organizar para transformar em realidade todos os seus objetivos. Inscreva-se: http://bit.ly/evento_anonovo

Siga-nos no Instagram

Scroll Up