Olá meus amigos!

À modo de primeiras palavras, satisfação em tê-los como alunos, e parabéns pela sua classificação! Agora é discursiva…, mas o que cairá? Bem, essa não é uma pergunta tão simples, mas vou buscar respondê-la sob outro ângulo. O que não cai? Entenderam a diferença? E sobre o tema, em veterinária, como deverá ser abordado?quem já está matriculado em meu Curso percebeu que os tópicos de destaque devem ter, antes do início de sua explanação, uma contextualização. Por que disso? fato-quando o cérebro lê uma pergunta, uma perspectiva de resposta vêm à mente a uma velocidade de 32 Teraflops por segundo[FLOPS (flopsFLOP/s ou flop/s) é um acrônimo na computação que significa FLoating-point Operations Per Second (operações de ponto flutuante por segundo). Isto é usado para determinar o desempenho de um computador], o que, imaginem, é tão veloz que jamais permitiria que vocês estruturassem em um texto único, propriamente dito. O que quero dizer é que quando se lê uma questão ou tema a ser discutido, já se forma uma resposta em seu subconsciente, contudo, ainda não se dispõe dos meios corretos para organizá-la de maneira tão rápida o quanto deveria. Se assim o fosse, um escritor produziria em média de 100 a 150 livros por dia, sem exageros. Então vejam, mesmo em uma prova dissertativa como essa que irão enfrentar- o que não chegará a ser uma obra literária, posto que assuntos de cunho estritamente técnico, ao menos a meu ver, são destituídos de emoções-vocês deverão incutir em suas mentes um raciocínio excepcionalmente lógico, equilibrado, sem fuga da “equação” central, que é o tema, e proceder organizadamente à exposição dos tópicos cobrados. Vamos à um exemplo: O brasil teve, por último comunicado da embaixada da Rússia, em 01/11/2017, uma negativa de continuidade de suas exportações de carne in natura e subprodutos de suínos e bovinos, com o rechaço de cargas embarcadas após a data de 01/12/2017; tais medidas, segundo informou o diplomata do Itamaraty na Rússia, Enrico Diogo Moro Gomes, ateve-se tão somente às datas limites para embarque de cargas, sem tampouco informar a causa da suso mencionada restrição. Conquanto não houvesse maiores notícias, do lado brasileiro, aventaram-se duas hipóteses: tal embargo mercadológico deveu-se às repercussões da famigerada “Operação carne fraca”, ou em decorrência dos embarques em que foram encontrados resíduos proibidos pelo governo daquele país, tal qual a Ractopamina.

Destarte, elabore um texto dissertativo em que sejam destacados todos os aspectos da segurança alimentar dos produtos brasileiros de origem animal a serem liberados para o mercado internacional, dentro dos requisitos sanitários de países como Rússia, Filipinas, Singapura e África do Sul.

Roteiro para seu texto:

a) Descrever os cuidados, tanto das empresas, como do SIF, no ante e post mortem dos animais destinados ao abate. Fundamentar com bases legais.

b) Descrever todas as temperaturas regulamentares para água e produtos nas indústrias frigoríficas;

c) Elucidar onde poderiam ser aplicados-localização física-os pontos críticos de controle nos abatedouros de suínos e bovinos.

d) Enumerar os programas de controles laboratoriais do MAPA para os produtos de origem animal-suínos e bovinos.

e) Identificar as linhas de inspeção do SIF, nessas fábricas, discriminando-as.

Então meus alunos, é isso. Um enfoque atualíssimo, ao melhor estilo ESAF.

Para quem quiser enfrentá-la de igual para igual, contem comigo.

Eu sou o professor Silvio Duarte, Auditor Federal do MAPA, e aguardo vocês no meu Curso!

Até breve!

Receba nossas novidades por e-mail

Autor(a): Professor Silvio Duarte

Auditor Fiscal Federal Agropecuário-AFFA, Assessor de Gabinete -Secretaria de Defesa agropecuária-SDA/MAPA, Brasília-DF (2011-2013); Autor do livro Gestão Pública: uma visão vanguardista”, pseud. Carlos Bramonte-Chiado editora; 1ª ed.; ISBN 978-989-51-1670-6; ano 2014; graduado em Medicina Veterinária pela Universidade Estadual de Londrina-PR; Pós-graduado em Gestão Pública pela Faculdade Internacional Signorelli. Autor da tese: “A tributação sobre as commodities agrícolas e seu reflexo no empreendedorismo nacional”, averbada na Biblioteca Nacional, Brasília-DF, ano 2014. Habilitado ao Sistema Eletrônico de Informações- SEI pela ENAP-Escola Nacional de Administração Pública. Há 19 anos no Serviço de Inspeção Federal- SIF, foi Professor de Escola preparatória para Concursos Públicos-MAPA, Ferraz Concursos; aprovado em dois Concursos do MAPA, um para Médico Veterinário Temporário e um para Auditor Fiscal-Médico Veterinário.

  • Não crie limites para si mesmo! Pensar positivo e acreditar no seu potencial são fundamentais para alcançar seus objetivos. ;)
  • Aprimore seus conhecimentos em Tecnologia da Informação para o concurso da SEFAZ/DF. Confira o curso da Profa. Patrícia Quintão e estude com o melhor material: bit.ly/TI_auditor_sefazdf
  • Vida de concurseira não é fácil! 🙁
  • Estudar bem humorado pode melhorar muito a qualidade do seu aprendizado. Encare esse processo com leveza e sinta a diferença na sua qualidade de vida! ;)
  • Quem nunca passou por isso? 😂
  • Não é possível alcançar o sucesso sem antes passar por erros e obstáculos. Aprenda com suas dificuldades e use-as ao seu favor! ;)
  • As versões atualizadas dos livros Direito Administrativo Descomplicado e Direito Constitucional Descomplicado já estão disponíveis! Garanta os seus e prepare-se para os concursos mais concorridos do país: bit.ly/descomplicados
  • A Turma Elite é a melhor opção para quem busca um treinamento completo e intensivo. Aposte no melhor material e economize tempo durante sua preparação: bit.ly/turmaselite

Siga-nos no Instagram

Scroll Up